12/03/2017

Após fuga de 26 presos, Sejus afasta agentes da Penitenciária Irmão Guido

Decisão foi publicada em portaria no Diário Oficial do Estado. Fuga ocorreu durante banho de sol na manhã do dia 25 de fevereiro. 

Penitenciária Irmão Guido fica na BR 316 em Teresina (Foto: Gil Oliveira/ G1)

A Secretaria Estadual de Justiça (Sejus) decidiu afastar por um prazo que poderá chegar até 60 dias, agentes penitenciários que estavam de plantão no dia da fuga de 26 presos da Penitenciária Irmão Guido em Teresina, que ocorreu no dia 25 de fevereiro. A decisão foi publicada em portaria no Diário Oficial do Estado.

Os detentos escaparam por um túnel cavado na cela 16 do pavilhão C. De acordo com o Sindicato dos Agentes penitenciários (Sinpoljuspi), a fuga aconteceu durante banho de sol e contou com um suporte externo, já que o muro foi quebrado pelo lado de fora.

Conforme a Sejus, o afastamento dos agentes penitenciários é preventivo, até a conclusão da investigação aberta para apurar em que circunstâncias ocorreu a fuga, e sem prejuízo da remuneração.

Pelo menos 26 detentos fugiram por buraco
(Foto: Divulgação/Sinpoljuspi)
O afastamento de servidores, a título de investigação, está previsto na Lei Complementar nº 13, de 3 de janeiro de 1994 – que dispõe sobre o Estatuto dos Servidores Públicos Civis do Estado do Piauí, das autarquias e fundações públicas estaduais.

A medida poderá ser prorrogada por igual prazo ainda que não concluído o processo.

Também foi solicitado à Corregedoria da Polícia Militar, o afastamento e apuração da conduta dos policiais militares que estavam de plantão na Irmão Guido, no horário em que ocorreu a fuga.

Um inquérito policial, junto à Polícia Civil, também foi instaurado, para investigar o ocorrido.

Fonte: G1 PI

Nenhum comentário:

Postar um comentário

 

Nossa matérias em seu E_mail

Digite seu endereço de e-mail:

Entregue por PHBemNota

Curta